Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Postado por em 19 dez 2012 | 0 comentário(s)

Você é um bom vendedor?

Você é um bom vendedor?

 

Provavelmente você considere para sua resposta se suas metas de vendas estão sendo batidas. Se vem batendo as metas a cada quarter, provavelmente diria que sim. Em caso contrário, diria que não.

Porém, a minha pergunta é muito mais profunda e não está somente balizada no atingimento ou superação de suas metas de vendas. Vender pode ser fácil. Fazer com que o cliente fique com vontade de “quero mais” é que é o desafio. Você já deve ter ouvido a frase “ganhei a venda mas perdi o cliente”. O pior é que esta situação é mais comum do que gostaríamos.

Um bom vendedor conhece seus clientes, suas necessidades, fortalezas e fraquezas. Um bom vendedor sabe a hora de seguir em frente, como também a hora de dar um tempo para que o cliente absorva toda a informação que você forneceu. Ele também sabe que há casos, tristes mas algumas vezes necessários, de dizer “não tenho a melhor solução para seu problema”.

O dia a dia de vendas é ingrato. Afinal, após o atingimento das metas de um período temos a impressão de que tudo que fizemos de bom foi esquecido e começamos novamente do zero. Esta percepção pode ser uma realidade em algumas empresas. Ainda mais se foram de capital aberto, onde a “loucura do quarter” é imensa. Porém, temos que desenvolver um trabalho mais continuado com nossa carteira de clientes. A pressão pela superação das metas não irá nos deixar, mas podemos tornar nosso dia mais leve se focarmos em nossos clientes, algo defendido pela metodologia chamada customer centricity. Focarmos na identificação de suas reais necessidades. Necessidades que muitas vezes nem ele mesmo possa ter percebido.

Este é o nosso papel. Guias de nossos clientes. Aquele que proporciona uma experiência diferenciada de compra a seus clientes. Aquele que os surpreende positivamente a cada novo contato. Desta forma, se as metas estiverem alinhadas às oportunidades possíveis, tenho certeza que você irá superá-las. Afinal, você é um bom vendedor, não é?

Fonte : Pedro Luiz Roccato – Portal do Canal www.portaldocanal.com

 

Escrever uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE