Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Postado por em 24 jul 2013 | 1 comentário(s)

Lucro ou Prejuízo ?

Lucro ou Prejuízo ?

Como escolher o computador certo para aplicações de Ponto de Venda 

Qual o processador mais indicado? É comum ouvirmos dizer que computadores com processador com clock alto são melhores que outros de menor frequência. Não necessariamente. Quanto de memória devemos ter? 1GB é suficiente? 2GB, 4GB ou 8GB? Meu processador acessa memória acima de 4GB? Meu Sistema Operacional permite? HD ou SSD, qual a melhor opção? Gabinete compacto, tiny-tower ou torre? Meu conjunto processador + motherboard permitem ser instalados em um gabinete compacto?

Estas são apenas algumas perguntas que permeiam nossa cabeça quando nos deparamos com tantas opções de equipamentos.

Mas fique tranquilo, pois vamos dar aqui nossa contribuição como especialistas na fabricação destes que são tão importantes para o sucesso da nossa automação.

1. PROCESSADORES: As máquinas mais “leves” são as mais indicadas, pois queremos máquinas rápidas o suficiente e que consumam menos energia possível. Em outras palavras queremos máquinas eficientes e não de alta performance. Para facilitar o entendimento faremos aqui uma comparação entre processadores da marca Intel, bastante utilizados no nosso segmento. Com um consumo de energia 3,8 vezes menor (17W contra 65W), processadores como o Celeron 847,de 1,1GHz são mais eficientes que os Celeron E3300 de 2,56Hz, por exemplo. Isso permite que CPU s com Celeron 847 sejam montadas em gabinetes compactos, pois aquecem muito pouco. A arquitetura de construção de 32nm (nanometros) e o cache de 2MB no Celeron 847, contra 45nm e 1MB de cache do E3300, tornam o 847 uma escolha inteligente.

2. MEMÓRIA RAM: 2GB normalmente são suficientes para mais de 90% das situações. Mas se a aplicação for pesada, 4GB pode resolver.

3. MEMÓRIA DE MASSA (HD/SSD): Se o computador não for utilizado como servidor de banco de dados, além de PDV, como é o caso de pequenos estabelecimentos com um só checkout, onde o PDV é o único computador existente, 64GB são mais que suficientes opor que não dizer 32GB. Uma CPU com SSD (Solid State Drive) de 32GB custa o mesmo que uma com HD de 320GB, mas o acesso ao SSD chega a ser 2,5 vezes mais rápido que ao HD. SSD não tem peças mecânicas como no HD o que resulta em menor indice de quebras, seja por choque ou uso prolongado. SSD consome 10 vezes menos energia (0,4W) que o HD (4VV).

4. GABINETE: Quanto menor o gabinete, menor o espaço físico ocupado no checkout e mais espaço para exposição de produtos ou conforto do operador. Um Celeron 847 assim como o antigo ATOM, podem ser perfeitamente integrados em gabinetes compactos, já do Celeron F3300 não podemos dizer o mesmo devido à sua alta dissipação de calor.

5. CUSTO/BENEFÍCIO: Como o Celeron 847 consome 3,8 vezes menos energia que o Celeron E3300, usando como ex. um consumo de 45W da CPU c/ o 847 completa, vale dizer que, em uma conta prática, utilizando nosso computador 8 horas/dia, ao custo de R$0,30 o KWH, economizaremos no final de 1 ano o equivalente a 13$130,00 e se a renovação do parque se der acuda 2 anos estamos falando em uma economia que pode chegar a R$260,00 por máquina. Atenção para máquinas destinadas ao uso doméstico, estas vendidas em magazines, podem não suportar um regime de operação 24horas/dia. PC soara games também podem ser outra armadilha, pois além de caros, usam placas de vídeo de alta performance que consomem mais energia, por consequência aquecem mais e não vão trazer resultado prático algum na automação. Cuidado com maquinas montadas sem a escolha correta dos dispositivos que a compõem e sem um rígido controle de qualidade. Desktops profissionais são produzidos com os mais rigorosos processos, componentes certificados atestes de burn-in que asseguram uma vida de longa duração e baixo índice de Falhas, o que para o cliente significa menos checkouts parados e menor custo de manutenção. Pense na tranquilidade e segurança para você e seu cliente quando tiver de escolher seus próximos equipamentos. Um investimento certo pode significar a diferença entre lucro e prejuízo no resultado da operação.

 

Fonte: Romeu de Sousa Júnior – POStech

1 Comment

  1. Realmente devemos pensar em consumo x eficiência, e considerar o melhor para obter o máximo do desempenho no frente de caixa sem desperdícios.

Escrever uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE