ScanSource: diretrizes para seus canais

Segundo a empresa, os principais desafios em canais estão centrados em questões, como: competição crescente com fabricantes asiáticos, novos entrantes no mercado, maior competição, maior volatilidade dos principais mercados, e-commerce, segurança e monitoramento e redes sociais influenciando os negócios

 

A ScanSource realizou, entre os dias 21 e 23 de outubro, a sétima edição de seu evento voltado para seus canais, o Potencializando 2015, em Porto de Galinhas (PE). Com cerca de 150 canais presentes e a presença de importantes executivos da companhia, a distribuidora de valor agregado passou seus principais direcionamento aos participantes.

Segundo Buck Baker, worldwide president da ScanSource, um dos pilares do crescimento da empresa é a internacionalização. Há dez anos, outros países representavam 11% da receita total da companhia, hoje passa de 27%. A companhia tem um forte histórico de aquisições, no caso do Brasil, foram duas grandes aquisições, a primeira a distribuidora CDC Brasil e recentemente a Network1. Buck afirma que o processo de aquisições da companhia irá continuar uma vez que encontre outras oportunidades sinérgicas para fazer negócios, mas a decisão sempre será local. Nas mãos de Marcelo Hirsch e Alexandre Conde está a missão de trazer oportunidades para a mesa de discussões. Segundo ele, este é o modo da companhia fazer negócios.

O executivo lembrou os participantes que, nos últimos dois anos, os fabricantes, clientes finais e canais têm falado sobre a necessidade de realizar o movimento de produtos para soluções, afinal o cliente final deseja centralizar o contato com um único revendedor, seja o assunto relacionado a hardware, software ou serviços. Segundo ele, este tema está em pauta em todo o mundo, seja EUA, Europa ou América Latina.

Yvette McKenzie, vice-presidente de merchandising, também esteve presente e reforçou a importância do distribuidor operar exclusivamente para a venda a revendedores, bem como seu papel de auxiliar os canais a realizar o movimento de venda de hardware para soluções. Segundo ela, os principais desafios em canais estão centrados em questões, como: competição crescente com fabricantes asiáticos, novos entrantes no mercado, maior competição, maior volatilidade dos principais mercados, e-commerce, segurança e monitoramento e redes sociais influenciando os negócios. Os canais devem ficar atentos a este movimentos, para que possa identificar novas possibilidades de negócios.

 

Fonte: Portal do Canal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *