Qual é a sua crise?

 

Um trecho do texto publicado por Ricardo Jordão Magalhães da BizRevolution serve de incentivos a todos que dizem que a crise está afetando os seus negócios. Em momentos adversos, é possível enxergar grandes oportunidades fazendo diferente !

Inspire-se…

 

“A crise chegou para todas as pessoas que querem ganhar a mesma coisa fazendo o que fazem há mais de 30 anos.

A audiência da novela caiu. A rede Globo diz que está em crise. Como chama a crise da Globo? Netflix!

As vendas de carros caíram. A Ford e a GM dizem que estão em crise. Como chama a crise das montadoras? Bicicleta e metrô!

As vendas do McDonalds caíram. O McDonalds diz que está em crise. Como chama a crise do McDonalds? Franquia de Japonês!

A taxa de ocupação dos hotéis Ibis está meia boca. Como chama a crise dos hotéis? AirBNB!

As vendas nas lojas de Shopping Centers estão em crise. Como chama a crise dos shopping centers? Lojas virtuais!

As vendas nos supermercados estão em crise. Como chama a crise dos supermercados? Restaurantes!

As vendas de produtos da linha branca estão em crise. Como chama a crise de vendas de geladeiras, fogões e microondas? Bom Negócio e OLX!

As vendas de corridas de táxi estão em crise. Como chama a crise dos taxistas? UBER!

O volume de matrículas nas faculdades está minguando. Como chama a crise das faculdades? YouTube!

As vendas em lojas de acessórios para eletrônicos estão em crise. Como se chama a crise dos eletrônicos? Alibaba Express!…

A revista Exame PME publica todos os anos a lista das 250 pequenas e médias empresas que mais crescem no Brasil. No topo da lista você não encontra bancos, seguradoras, construtoras, supermercados, ou qualquer um desses negócios mais-do-mesmo.

Você tem empresas que fabricam peças para processos de automação de máquinas agrícolas (128% de crescimento)… empresas que elaboram projetos de telecomunicações (81% de crescimento)… e muito, muito mais!”

 

Inove e busque alternativas !

Um outro trecho retirado da matéria ‘Como se manter motivado em um ano de crise’, do site Exame.com complementa o que Ricardo Jordão disse sobre a crise…

 

“O cenário está mais complicado e desafiador. Quanto antes você se der conta e começar a pensar em soluções e em novas maneiras de agir, menos doloroso será o processo de adaptação.

Com o dinheiro mais curto, as empresas ficam atentas para quem consegue propor inovações (e principalmente redução de custos). “O desafio é sair da mesmice e atuar de maneira mais criativa”, diz Adriana Prates, presidente da Dasein Executive Search, empresa de recrutamento de Belo Horizonte.

Invista energia naquilo em que você tem o poder de mudar. “Se a perspectiva é faturar menos, o funcionário deve pensar em maneiras de ganhar produtividade, por exemplo”, diz Mariane Guerra, vice-presidente de RH da ADP, empresa especializada em gestão de pessoas, de São Paulo. Mas tome muito cuidado.

O custo do erro costuma ser alto durante esses períodos. As novas ideias devem ser embasadas em pesquisas profundas e consistentes. Corra riscos calculados. “Caso a ideia dê errado, pelo menos será possível ter argumentos de que era a hipótese mais acertada no momento”, afirma Adriana.”

 

 

 

Os textos acima são trechos editados das matérias ‘Qual é a sua crise?’, publicada em julho de 2015 no Blog do BizRevolution e ‘Como se manter motivado em um ano de crise’, publicado em Fevereiro de 2015 no portal da revista Exame.com.

 

Fonte: http://bizrevolutionblog.typepad.com/bizrevolution/2015/06/a-crise-chegou-para-voc%C3%AA.html

Fonte: http://exame.abril.com.br/revista-voce-sa/edicoes/199/noticias/como-se-manter-motivado-em-um-ano-de-crise

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *